Em 2011, John Boyega ficou conhecido internacionalmente pelo seu papel no despretensioso mas bem sucedido Ataque ao Prédio. Em 2015 teve a oportunidade de uma papel de destaque em Star Wars: O Despertar da Força

É o que todo jovem ator precisa para engatar uma série de bons papeis e bons filmes, correto? Nem sempre. Depois de não empolgar como o Finn e da participação tímida em Círculo (2017) [Crítica], temos o ator na continuação da “franquia” sobre os robôs pilotados por humanos (Jaeger) que salvam a terra da destruição por monstros alienígenas, os Kaiju.

E se o primeiro filme, mesmo com a direção do premiado Guillermo del Toro já não foi lá grande coisa, este consegue ser pior: roteiro confuso, atuações simplórias e John Boyega novamente mal na foto.

É mais um da seção de “utilidade pública” do Cinectus: não perca seu tempo porque nós ja perdemos o nosso e te livramos desta furada.

Nota Cinectus: 5,0 (era para ser 4,0 – mas a gente adora robôs gigantes lutando contra monstros, mesmo num filme ruim)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Sobre cinectus

Conta de Administrador do site cinectus

CATEGORIA

Cinema, Criticas