Enquanto a tecnologia não cria uma maneira rápida de você transformar o seu filme favorito em desenho animado, a equipe dos diretores Dorota Kobiela e Hugh Welchman, composta por 100 pintores, pintou em estúdios poloneses (depois da filmagem com atores de verdade e utilizando as mesmas técnicas do artista holandês) cada um dos 65 mil frames desse filme. (veja crítica completa do O Globo)

O filme concorre como Melhor Animação – e menos pelo enredo e mais pela técnica aplicada – será um concorrente de peso para tirar o OSCAR de “Viva: a vida é uma festa“(2017), mas convenhamos que também será uma tarefa difícil!

Nota: 7

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Sobre cinectus

Conta de Administrador do site cinectus

CATEGORIA

Cinema, Criticas

Tags

, ,