Um pai e um filho, são envolvidos em um mistério complexo ao tentar identificar o corpo de uma jovem mulher, que aparentemente estava abrigando segredos escuros. Usando uma locação (quase o tempo todo) fechada e um custo enxuto,  Brian Cox e Emile Hirsch se aventuram num triller de suspense/terror de qualidade mediana. 

O diretor norueguês André Øvredal tem pouca bagagem em terras americanas, mas chamou a atenção com um filme diferente em 2010: O Caçador de Troll. Aqui ele não ousa tanto e poderia explorar melhor o mistério da jovem mulher. 

Não é dos piores, mas ficou devendo essa…

Nota: 6

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Sobre cinectus

Conta de Administrador do site cinectus

CATEGORIA

Cinema, Criticas

Tags

, ,