A Disney está pegando todos os seus melhores sucessos em desenho animado e passando para live action. Legal ver uma história batida ganhar outro visual com personagens ‘quase reais’ para esses novos tempos de realidade virtual. Ah, mas ainda tem que melhorar! Sem dúvida, mas já estamos anos-luz de evolução dessa tecnologia, desde o primeiro filme (muito ruim) a trazer esse conceito: “Passageiro do Futuro“(1992).

Aqui o diretor Jon Favreau convida o espectador a entrar na selva e na fantasia em 1h e 43 minutos de filme que são bem calibrados com efeitos especiais bacanas e muitas cenas de ação e aventura para os pequenos. É entretenimento de primeira para a criançada! 

Tomara que os estúdios mantenham o padrão e acertem a mão nos próximos filmes. Refazer uma história já consagrada no imaginário de crianças e adultos que cresceram com os desenhos não é uma tarefa fácil, principalmente se o objetivo é “reconquistar” os corações e os bolsos de dinheiro!

Para os próximos anos já está anunciado a sua continuação (Jungle Book 2) e o clássico “Rei Leão” (1992) (The Lion King), todos na mão de Favreau. E para completar, hoje estréia no Brasil “A Bela e a Fera” (2017) utilizando o mesmo conceito live action.

Vamos aguardar…

Nota: 7,5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Sobre cinectus

Conta de Administrador do site cinectus

CATEGORIA

Cinema, Criticas

Tags

, , ,