Não é e “nunca será” uma saga como a do “Senhor dos Anéis“, mas tudo aquilo que ele deveria ter colocado na primeira trilogia, ele esticou de uma forma absurda na ‘monologia’ dividida em 3 partes para o HOBBIT.

E sinceramente… ficou ÓTIMO! Para quem gosta desse universo, ver essa segunda parte com trocentos personagens a mais, e acontecimentos paralelos na trama não tira em nada a magia do universo de J. R. R. TOLKIEN. Peter Jackson mantém a essência do primeiro filme, trazendo muito mais ação e cenas antológicas como a dos barris correndo pelo rio e a luta com o dragão Smaug!

É mais infantil que a história do anel, sim! Mas o livro também é…portanto, mais personagens e cenas adicionais só engrandecem a magia… nesse universo quem ganha mesmo é o fã e o espectador!

Nota: 8,5

Anúncios

Participe da conversa! 1 comentário

  1. […] e até “amizade”. E isso se deve muito à atuação de Martin Freeman (o Bilbo de O Hobbit: A Desolação de Smaug (2013) [Review]), perfeito no […]

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Sobre cinectus

Conta de Administrador do site cinectus

CATEGORIA

Review

Tags

,