Como já havia dito anteriormente, essa refilmagem não traria nada muito inovador na história se seguisse os mesmos passos, e assim o fez! É claro que o anterior tinha toda uma “magia” da época onde a filmagem em Cinemascope era o top e Charlton Heston era “o cara” (isso bem antes de Michael Moore).
Mas como tudo evoluiu, essa filmagem e direção também cresceram. Mesmo assim, os atores poderiam ter dado mais vida a seus personagens, senti falta da relação construída entre o mocinho e o bandido agora! Rodrigo Santoro faz algumas aparições como Jesus de Nazaré, mas isso não torna Ben-Hur um filme mais bíblico que seu antecessor – que também não o era, mas deixava mais explícito essa relação cristã.
O ápice da corrida de bigas do anterior (1959) nada deixa a desejar nesse novo, mesmo com todos os efeitos especiais que foram colocados. Gostei da refilmagem, mas senti que o filme precisou se adaptar bastante com apenas duas horas em comparação ao de 1959 que – para quem foi ao cinema – teve que parar para tomar um café pois havia um intervalo proposital. O anterior tinha mais que 3 horas e meia, algo impensável para os dias de hoje (a não ser que você deixe para ver depois em casa, no blu-ray, como fez Peter Jackson com sua Trilogia do “Senhor dos Anéis”.
Enfim, vale a pena conferir nos cinemas. Ver em 3D não faz tanta diferença.
Nota: 7,5
Clasificação: Épico, Aventura, Drama, História
Laços de Continuidade: Refilmagem
Filmes de referência anteriores: Quo Vadis (1951), Ben-Hur (1959), O manto Sagrado (1953), Os dez Mandamentos (1956), A Bíblia (1966), Exodus (2014)

Ben-Hur (2016)

Anúncios

Participe da conversa! 1 comentário

  1. […] A produção da série é impecável. Uma atenção aos detalhes mais sutis de um hipotético melting pot americano-japonês-alemão impressionam. A Berlin retratada nos últimos  episódios da segunda temporada lembra a Roma da versão original de Ben-Hur (2016) [Crítica]. […]

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Sobre cinectus

Conta de Administrador do site cinectus

CATEGORIA

Cinema, Criticas